Blog

Como diminuir os custos de clínicas e hospitais

Um dos temas de grande relevância para as organizações é o impacto dos custos da mão de obra exercem em todas as áreas administrativas. Atualmente, verifica-se o quanto é difícil manter uma empresa em situação legal em nosso país na medida em que os encargos trabalhistas são excessivos e há falta de incentivos governamentais. Dessa forma, uma política de racionalização de gastos com mão de obra é de vital importância para o sistema de custos em uma organização e neste sentido, uma das alternativas cogitadas é a utilização dos serviços das Cooperativas de Trabalho

Veja abaixo a grande vantagem em se contratar a lifecoop:

Em relação às empresas em geral, inicialmente verifica-se que os direitos trabalhistas garantidos por lei, encarecem e pesam demasiadamente sobre os custos relativos com a mão de obra, conforme pode ser visto na Tabela 1 a seguir: Geralmente, a um funcionário que é contratado pelo salário hipotético de R$ 1.000,00 (mil reais), serão gastos um total de R$ 2.020,60 (dois mil e vinte reais e sessenta centavos). Nesta conta, está incluída a remuneração total recebida pelo trabalhador, incluindo os encargos sociais sobre a sua folha de pagamento.

Tipos de encargos % sobre o salário

A– Obrigações sociais

Previdência Social 20%
FGTS 8%
Salário-educação 2,5
Acidentes de trabalho (média) 2 Sesi 1,5
Senai 1 Sebrae 0,6
Incra 0,2
Subtotal A> 35,8

B – Tempo não-trabalhado 1

Repouso semanal 18,91
Férias 9,45
Feriados 4,36
Abono de férias 3,64
Aviso prévio 1,32
Auxílio-enfermidade 0,55
Subtotal B 38,23

C – Tempo não-trabalhado 2

13º salário 10,91
Despesa de rescisão contratual 2,57
Subtotal C 13,48

D – Reflexos dos itens anteriores

Incidência cumulativa grupo A/B 13,68
Incidência do FGTS sobre o 13º 0,87
Subtotal D 14,55
Total Geral 102,06
Fonte: Itens da Constituição e CLT Tabela 1 - Encargos Sociais Básicos sobre o Salário 

 

Assim, percebe-se que os custos se elevam a mais de 100% em relação ao salário original. Isto representa um grande montante na medida em que se verifica, nas empresas, um considerável número de funcionários e todos se comportam da mesma forma, variando em função do salário que percebem.

Dessa forma, verifica-se que os aspectos legais nas relações de trabalho intensificam os custos relativos à contratação de mão de obra.

A redução dos Encargos Trabalhistas por intermédio das Cooperativas

Primeiramente, é necessário destacar que não existe vínculo empregatício entre cooperados e tomadores de serviços e nem com a Cooperativa, de acordo com o art. 442 da CLT e art. 90 da Lei 5.764/71. O prestador de serviço mantém uma relação de independência e autonomia. Uma cooperativa, sendo legítima, deverá ter um contrato celebrado com o tomador de serviços, mantendo as peculiaridades da cooperativa no local de trabalho e não apresentar os requisitos de uma relação de emprego, quais sejam, salário, subordinação, pessoalidade e habitualidade.

Atualmente vem crescendo – e muito – o interesse pela terceirização, por intermédio de cooperativas de trabalho. Isto porque o trabalho realizado por estas organizações reduz sensivelmente os encargos de caráter trabalhista, uma vez que é de 15% a contribuição a cargo da empresa sobre o valor bruto da nota fiscal ou fatura de prestação de serviços, relativamente aos serviços que lhes são prestados por cooperados com o intermédio das cooperativas de trabalho.

Dessa forma, aquele mesmo funcionário que foi contratado por uma determinada empresa com um salário hipotético de R$ 1.000,00 (mil reais), no qual pesavam os encargos sociais, atingindo o valor de R$ 2.020,60 (dois mil e vinte reais e sessenta centavos), pode, agora, ser admitido por intermédio de uma cooperativa de trabalho, no qual incide uma contribuição de 15%, ou seja, R$ 150,00, alcançando um gasto de R$ 1.150,00 para a organização, ou seja, uma economia considerável de aproximadamente 43%, representativa da redução dos custos diretos e indiretos com mão de obra.

Com a terceirização, por intermédio da Lifeccop, a empresa contratante não assume qualquer tipo de encargos trabalhistas, exceto a contribuição de 15% sobre o valor do serviço, garantindo a possibilidade de transformar custos fixos em variáveis, eliminar boa parte das operações não essenciais e liberar o capital para a aplicação na melhoria do processo produtivo, em novas tecnologias e novos produtos. Com esta técnica as empresas podem manter pessoal fixo reduzido, utilizado intensa e continuadamente. 

O grande diferencial da Lifeccop é atender a redução dos encargos sociais por parte do tomador de serviços, permitindo uma redução de 105% para aproximadamente 35% de encargos sobre a folha de pagamento e a concentração em sua atividade fim. Isto não corresponde a uma terceirização ou precarização do trabalho, mas sim uma alternativa viável diante da atual competitividade.

Os custos para o tomador de serviços compreendem uma contribuição de 15% sobre o valor da nota fiscal do serviço destinado ao INSS e 16% sobre também o valor da nota fiscal a título de taxa destinado à própria cooperativa. Assim, incide um excedente de 31% sobre o valor do serviço.

A instituição assume que o cooperado, apesar de não ter o registro de trabalho em sua carteira de trabalho e dos direitos dela decorrentes como férias, 13º salário, FGTS e outros, apresenta a possibilidade de obtenção de uma remuneração média superior à do mercado. Assim, a cooperativa adota como política a idéia de que o cooperado deve ganhar no mínimo 33% acima do que o mercado paga pelo regime da CLT em relação ao mesmo cargo, justamente para se compensar os prejuízos.

Uma outra grande vantagem na Contratação da Lifecoop como prestadora de serviço e o ganho de tempos que as empresas tem na contratação de profissionais, veja abaixo algumas destas ventagens.

1 – Ganhe tempo

Um dos pontos fundamentais do processo de delegar a contratação de um funcionário é o menor tempo de execução.

Muitas empresas perdem tempo com análise de currículos, entrevistas e dinâmicas, enquanto poderiam deixar essa função a cargo de uma cooperativa e atribuir esse tempo para outras tarefas. Delegue esta função para uma cooperativa de trabalho especializada em levar o melhor profissional para a sua empresa.

Todo o processo de identificar talentos é feito diretamente pela cooperativa, que se encarrega de levar a melhor mão de obra para a vaga disponibilizada pela sua empresa.

A Lifecoop já disponibilizam um banco de dados com profissionais associados que contribui para acelerar a ocupação da vaga e a manutenção da qualidade dos serviços da sua empresa.

2 – Conte com especialistas

O grau de especialização e qualificação de assessoria de uma cooperativa de trabalho para a contratação de profissionais gera melhores resultados na busca de mão de obra qualificada para a sua empresa.

A seleção do candidato dentro do banco de dados é feita seguindo métodos específicos para encontrar o profissional adequado para a vaga, local de trabalho e perfil que se adeque à filosofia da empresa, garantindo uma maior assertividade diante das exigências e resultados esperados para o cargo.

3 – Redução de custos

Por não precisar uma estrutura permanente para um setor de contratação, utilizar uma cooperativa de trabalho transforma um gasto fixo em uma variável.

As cooperativas de trabalho geram um ganho na qualidade de serviço para a seleção dos melhores sócios-cooperados, cortando a necessidade da empresa possuir um setor específico apenas para esta função.

4 – A opção perfeita para micro e pequenas empresas

Muitas vezes, o próprio dono de micro e pequenas empresas acaba se tornando também o setor de RH por falta de recursos para a criação de área inteira para a gestão de pessoas.

Sem uma orientação ou conhecimentos adequados, em algumas ocasiões os resultados não são positivos para a própria empresa. Utilizar o serviço de uma cooperativa de trabalho se torna a opção mais viável, um baixo investimento em comparação aos resultados alcançados.

5 – Personalização do processo

A troca de informações entre empresa e cooperativa de trabalho é vital no momento de buscar os melhores candidatos.

Essa relação para conhecer as características, a cultura organizacional, as necessidades e a estratégia da empresa garantem a adoção do melhor método específico para encontrar o perfil ideal com as competências adequadas ao seu negócio.

6 – Acerte no alvo

Com o imenso número de pessoas se qualificando para as mais diversas vagas disponíveis no mercado, o minucioso processo para encontrar o melhor profissional é algo que vale a atenção de qualquer empresa.

A experiência dos profissionais em contato direto com as empresas torna mais fácil a consultoria para pinçar aquele talento dentro do banco de dados de uma cooperativa de trabalho.

7 – Foque apenas em seu objetivo

Um dos principais vantagens de ser uma tomadora de serviços de uma cooperativa de trabalho está no fato de que a empresa pode pensar exclusivamente em seu negócio, delegando a função de seleção e gestão dos sócios-cooperados para as Lifecoop.

A empresa se torna mais ágil ao focar em seu core business, delegando a atividade-meio e direcionando todos os esforços em sua atividade-fim. Ao definir claramente o que fazer, as empresas trabalham nas atividades que a conduzirão ao sucesso com maior competitividade no mercado.

 

Solicite um orçamento agora mesmo, teremos o maior prazer em telo com cliente da Lifecoop.

Orçamentos:

(71) 3019-4882

Compartilhar: